Alice Cooper O verdadeiro rock and roll já está ao vivo

Alice Cooper – O Verdadeiro Rock And Roll Está Ao Vivo Novamente

O criador do shock rock está trazendo seu show ao vivo de volta aos palcos em 2006, e Alice Cooper certamente criará o mesmo frenesi que ele sempre teve. 

Atos anteriores da Coopers no palco são famosos ou infames, dependendo do seu ponto de vista, mas uma coisa que é indiscutível é que o show dele é aquele que todos os membros da platéia se lembram. O som de Coopers é tão memorável quanto seu ato ao vivo, e uma olhada em sua vida pode ajudar a explicar como sua persona surgiu.

Vida pregressa

Vincent Damon Furnier nasceu em Detroit em 4 de fevereiro de 1948. Sua herança era bastante interessante, pois seu avô era um apóstolo ordenado da Igreja de Jesus Cristo e seu pai era um ancião na mesma igreja. Depois de passar os primeiros anos de sua vida em Detroit, a família decidiu se mudar para Phoenix, onde Vincent passou seus anos de formação.

Furnier se matriculou na escola Cortez em Phoenix e ficou conhecido por seus colegas como colunista no jornal da escola. Seu tom nessas colunas era bastante sarcástico, e dois de seus fiéis leitores se tornaram seus melhores amigos da época – Glen Buxton e Dennis Dunaway. Buxton e Dunaway teriam um grande papel na carreira musical de Furniers no caminho.

Furnier, Buxton e Dunaway foram motivados por uma coisa no ensino médio – ganhando a atenção e a adulação das alunas de Cortez. Sua primeira incursão no mundo musical ocorreu durante um show de talentos da escola, onde vestiram perucas e fizeram uma performance simulada de músicas dos Beatles. Embora o show deles fosse definitivamente de natureza amadora, o grupo descobriu que a música era definitivamente o caminho a seguir, se eles quisessem ser populares.

O trio juntou-se a outro amigo, Michael Bruce, e o quarteto formou uma banda chamada The Earwigs. As influências musicais dos grupos incluíram The Beatles, Pink Floyd, Rolling Stones, The Who, The Kinks e, especialmente, Eric Clapton e The Yardbirds. O nome Earwigs não durou muito, já que a banda logo ficou conhecida como Spiders.

Os Spiders lançaram um single, “Don’t Blow Your Mind”, que foi um sucesso na rádio de Phoenix e, como resultado, a banda mais uma vez mudou seu nome para The Nazz e viajou para Hollywood para buscar objetivos maiores. Apesar dos anos de luta em Los Angeles, o The Nazz conseguiu tocar em bandas de abertura para bandas como The Doors e The Yardbirds. A mudança final ocorreu em 1968, quando Todd Rundgren nomeou sua banda The Nazz, forçando Furnier e sua equipe a renomearem a banda Alice Cooper.

Alice Cooper Days

Em 1969, a banda Alice Cooper lançou seu primeiro álbum, Pretties For You, que vendeu razoavelmente bem, mas era visto como um trabalho estranho na época. Uma das razões foi a lendária história de que a banda apareceu ainda se recuperando de uma noite de muita bebida para gravar o álbum. Essa lenda ajudou a tocar no tema geral de loucura que a banda encarnava no futuro.

A banda Alice Cooper lançou um total de cinco álbuns, mas eles se separaram em 1974. Furnier ficou conhecida como Alice Cooper e lançou seu primeiro álbum, Welcome to My Nightmare, em 1975. O álbum se tornou um dos dez melhores hits, e Cooper estava a caminho do estrelato.

Desde então, Cooper lançou mais de 30 álbuns de estúdio, ao vivo e de compilação e vendeu milhões de discos em todo o mundo. Sua lenda no palco nunca diminuiu. Mesmo que ele negue morder a cabeça de uma galinha e beber seu sangue, a história provocou ondas em todo o mundo e ainda é objeto de discussão em muitas entrevistas.

A indignação da Coopers é definitivamente parte do motivo pelo qual ele é conhecido, mas ele também é um dos artistas mais vendidos do seu tempo. Ele sempre voou um pouco abaixo do radar, mas suas inovações em rock de choque foram admiradas e, até certo ponto, imitadas por artistas como Judas Priest, Kiss, Megadeath e Marilyn Manson.

Uma coisa é certa – ver Alice Cooper é ver um programa que você nunca esquecerá.

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: